Pesquisar

Carregando...

13 de maio de 2016

DIRETORIA DO CLUBE IDEAL REELEITA

      Assembleia Ordinária realizada da 10 reconduziu por aclamação a atual diretoria para dirigir o Clube Ideal para os próximos 2 anos. Na oportunidade foi feita a prestação de contas da gestão 2014-2016 e tratados de assuntos de interesse da sociedade. A prioridade agora, segundo o presidente, será concluir a impermeabilização do telhado.


Diretoria reeleita:
Presidente: Rogério Marcon
Vice-presidente: Wilson Guerra
Secretário: Flávio Zampieri
2º Secretário: Ivan Nadal
Tesoureira: Marta Slongo Andreta
2º Tesoureiro: Maurício Ziliotto
Conselho Fiscal: Rafael Rigo, Felipe Magero e Arianes Marcanzoni.

5 de maio de 2016

VIDA NO SUL MOSTRA IPÊ PARA O BRASIL

   O programa Vida no Sul, transmitido pela TV Aparecida, pegou a estrada e mostrou para todo o Brasil a cultura e os destaques da capital nacional da agroecologia, o município de Ipê. O programa foi gravado durante a 2ª Fest Ipê, feira de produtos orgânicos e convencionais, artesanato, exposição de gado leiteiro e de corte, mostra industrial e comercial, atividades culturais e muita música.

   Neste programa, foram realizadas matérias sobre o trabalho agroecológico realizado em Ipê e a uma viagem de volta às origens da música brasileira ao conhecer a história do Cavaleiro Moysé, um dos primeiros músicos a gravar a gaita em disco no Brasil. Além disso, Antônio Gringo apresenta as atrações musicais que fizeram a festa na 2ª Fest Ipê: EJA, Musicanto, Querência Serrana, Miguel da Silva o cantor do Sul, Orquestra de Acordeões, Cenáculo d Maria e Padre Ezequiel dal Pozzo.

Na capital da agroecologia, Fest Ipê celebra economia sustentável e cultura da região

A segunda edição da Fest Ipê foi realizada entre os dias 8 e 17 de abril, no Parque de Eventos de Ipê, município localizado nos Campos de Cima da Serra (RS). Organizada pela prefeitura Municipal, ACISA e entidades municipais, com o apoio da Câmara de Vereadores e outras empresas e entidades, a Fest Ipê superou as expectativas e teve público recorde. Segundo dados da Brigada Militar de Ipê, foram cerca de 27 mil visitantes.

A Fest Ipê celebrou a agricultura familiar, agropecuária e as questões do campo, dando destaque também à produção agroecológica do município. Entre as políticas para o setor está a organização do centro ecológico, que leva os produtos de mais de 60 agricultores da região para venda direta ao consumidor em feiras em grandes cidades gaúchas. Confira matéria em que o presidente da Fest Ipê fala da organização da feira, seguida de reportagem que mostra como Ipê é exemplo de que é possível desenvolver uma sólida produção de alimentos sem veneno.

Inaugurado memorial Cavaleiro Moysé

O ipeense Moisés Mondadori, conhecido como Cavaleiro Moysé, foi o primeiro gaiteiro a gravar uma música gaúcha no Brasil. Em 1914, ele registrou a música “Boi Barroso” na gravadora Casa Elétrica, primeira fábrica de gramofones da América Latina, que ficava em Porto Alegre. Essa história é conhecida por historiadores e agora foi resgatada pelo município de Ipê, que construiu uma réplica do prédio da gravadora onde agora ficam abrigados objetos pessoais e instrumentos de gravação da Casa Elétrica.

O novo ponto de cultura do município foi inaugurado durante a 2ª Fest Ipê e contou com a presença de autoridades, dos filhos do Cavaleiro Moisé, Moisés Filho e Emílio, sobrinhos e netos, além da comunidade ipeense. Confira matéria sobre o Cavaleiro Moysé e a inauguração do memorial.

LEIS OFICIALIZAM A FESTIPÊ E CRIAÇÃO DO MEMORIAL CAVALEIRO MOYSÉ

   A Câmara de Vereadores aprovou, na sessão do dia 3 de maio, os Projetos de Lei do Executivo que institui a Festipê como evento oficial do município e outro que cria o memorial Moisés Mondadori (Cavaleiro Moysé). Os projetos de lei foram sancionados pelo prefeito municipal.

Festipê 
   A lei garante o envolvimento da comunidade e a organização por conta de uma comissão de entidades que atuam município. A proposta foi apresentada e aprovada por representantes das entidades na reunião do dia 26 de abril. Para a edição de abril 2018 a comissão está formada pelas seguitnes entidades: ACISA, Associação Pró-segredo, Banda Municipal, Econativa, EMATER, Escola São Paulo e Escoteiros de Ipê.  

Memorial Cavaleiro Moysé
   O grande legado deixado pela ‪‎Festipê‬ em sua 2ª Edição foi a construção do prédio, réplica da Casa elétrica, que abriga o Memorial Cavaleiro Moysé. A Câmara de vereadores aprovou o Projeto de Lei enviado pelo Executivo Municipal autorizando a criação do Memorial Moisés Mondadori (Cavaleiro Moysé) que será coordenado pela Secretaria de Município de Educação e Cultura. Na primeira edição, foram colocados dois letreiros, feitos através do aproveitamento de garrafas pet, com o nome de Ipê nos trevos da RS-122 com entrada para a cidade.



Moisés Filho e a homenagem ao pai.



29 de abril de 2016

ORGANIZADORES E ENTIDADES REUNIRAM-SE PARA AVALIAÇÃO

No dia 26 a organização e as entidades que participaram  da Festipê se reuniram no salão do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) para uma avaliação do evento. Na oportunidade as entidades acataram a  proposta do prefeito de tornar a Festipê como festa oficial do município. Segue a seguir um resumo da reunião:

- Recolhidas as fichas de avaliação dos expositores e entidades que serão analisadas pela Comissão Organizadora da 3ª Festipê;

- Representantes das entidades envolvidas nas atividades deram um depoimento sobre os resultados obtidos;

- Frei Daniel deu os parabéns a todos os envolvidos pela organização e visibilidade proporcionada ao município com a realização do evento;

- O prefeito municipal agradeceu os envolvidos. Se emocionou ao comentar que a festa possibilitou a união das comunidades do interior que passaram a sentir orgulho de serem ipeenses e consultou as entidades sobre o interesse em transformar a Festipê em festa oficial do município. Com aprovação da maioria absoluta dos presentes, o executivo municipal estará encaminhando na próxima sessão da Câmara de Vereadores, um projeto de lei oficializando a Festipê.

- Foi lido o relatório da Brigada Militar que quantifica o n° de efetivo e o público que frequentou o Parque de Eventos, de 27 a 28 mil sem o registro de ocorrências;

- Lida a Moção de Congratulações enviada pela Câmara de Vereadores;

- Apresentado um relatório dos números da Festipê, conforme segue:

Os números
> 46 entidades do município envolvidas
> 27 mil pessoas passaram pelo parque segundo dados da Brigada Militar
> 2 mil pessoas envolvidas na organização e produção das atividades
> 36 expositores na área interna
> 11 espaços na Praça de Alimentação
> 4 lancherias/bar na área de exposição de máquinas
> 3 lancherias/bar no Palco Ipê
> 4 camelôs
> 1 quiosque de distribuição de erva mate Ponche Verde
> 1 Cinema 6D
> 1 Parque inflável
> 1 pipoqueiro
> 1 cartunista
> 1 Balão inflável
> 21 Expositores de Máquinas e implementos
> 1 estufa
> 22 shows musicais
> 5 encenações (2 teatros, 2 academias, 1 infantil)
> 2 sessões de cinema no interior (São José e São Valentin)

18 atividades: 
. Festival do Risoto e Maravilhas da Agroecologia, 
. Inauguração do Memorial Cavaleiro Moisé, 
. Cinema para todos
. Corso Alegórico, 
. Encontro da 3ª Idade, 
. Baile dos casais, 
. 3ª Trilha do Formigueiro
. 3º Encontro de Carros Antigos, 
. Feira da Saúde, 
. 3ª Caminhada e Rústica Ipê Faz Bem
. 2º Concurso fotográfico Ipê no Seu Olhar, 
. Passeio de Balão, 
. Feira comercial e industrial
. Gravação Programa Vida no Sul, 
. Transmissão ao vivo do programa Agricultura Familiar, 
. Rádio Feira
. 3º Encontro Rock no Ipê
. 2ª Expoipê com: 
Exposição Morfológica de Cavalos Crioulos e Remate, 
Exposição de máquinas e Implementos, 
Exposição de gado Leiteiro e de Corte, 
Exposição de Ovinos. 
Feira de pequenos animais

Suporte:
Secretaria de Obras na infraestrutura do parque;
Secretaria da Saúde: ambulância, profissionais na feira da saúde e acompanhamento na trilha do formigueiro;
Secretaria da administração: orçamentos, licitações e PPCI;
Secretaria de Educação: participação das escolas nas atividades de desfile, encenações, preparação das soberanas, divulgação, planejamento, estruturação e visitações; 
Secretaria do Turismo, na organização, divulgação, ornamentação, assessoria de imprensa, planejamento e estruturação e visitações.
Secretaria de Agricultura: na organização e coordenação da Expoipê, divulgação, planejamento.
ACISA: na organização financeira e comercialização dos espaços.
Emater: na organização, planejamento e participação.
Econativa: na organização do espaço agroecológico
Brigada Militar: na organização e controle do trânsito e auxiliando na mobilidade.
Vida no Campo: assessoria de imprensa
RGE: cedência do transformador de energia elétrica.
Patrocínios: Banrisul, Corsan, Transportes Cavalinho, Citroen, Sublime Colchões, Cursilho e EJA.
Imprensa: cobertura da Rádio Solaris, Rádio Viva, Rádio Fátima, programa ao vivo pela Rádio São Francisco, UCS rádio, gravação do programa Vida no Sul da TV Aparecida, participação no programa Rede de Olhares da UCS TV, transmissão ao vivo da programação no Palco Segredo pela Rádio Natureza. Jornais: Prisma, Newprado, Dupla Notícia, Correio Vacariense, Pioneiro. Site da Rádio Solaris, Vida no Campo, Blog do Prisma, Site da Prefeitura. Facebook: Ipê Melhor, Festipê, Expoipê e internautas.

Muitos voluntários e profissionais que fizeram a maior festa de Ipê ser um sucesso.

- A presidente da AAPCAI falou sobre o resultado financeiro do Festival do Risoto e do sorteio do colchão recebido em doação. Marcou reunião para as 1ªs segundas-feiras de cada mês, a partir de junho, com as entidades para organizar o Natal Ideal 2016,

- Cada entidade recebeu um Certificado de reconhecimento pela participação na Festipê.

- Por fim, foi formada a Comissão de Entidades responsável para organizar da 3ª Festipê em 2018 e servido o jantar: EMATER, Associação Pró-Segredo, Grupo de Escoteiros Ipê, Econativa, Escola São Paulo, ACISA e Banda Municipal.
Gaiteiros tocando Boi Barroso
Encerramento
Barbarella
Festival do Rizoto e Maravilhas da Agroecologia
Pe, Ezequiel Dal Pozzo

VENCEDORES DO 2º CONCURSO IPÊ NO SEU OLHAR

O 2º Concurso Fotográfico na 2ª Edição da FestIpê, com o tema “IPÊ NO SEU OLHAR”, teve 22 inscrições totalizando 66 fotos , todas fotografadas no município de Ipê. O resultado foi divulgado dia 17 de abril na FestIpê. As 66 fotos foram submetidas a uma seleção pela comissão julgadora composta por profissionais da Foto Veneza, Stúdio Imagem e a estudante Milena Paiz, classificando as fotos em 1º, 2º e 3º lugares. E durante a FestIpê e ExpoIpê, os visitantes participaram do voto popular, quando votaram 1.354 pessoas. A coordenação do concurso foi do Copreve.
As 22 inscrições receberam Certificado de Participação a os classificados uma quantia em dinheiro. As fotos escolhidas pela comissão foram:
1º lugar - foto nº 55 com o título “ Campo e Lavoura” de Ilton Conte
2º lugar – foto nº 06 com o título “ De a cavalo” de Elisa Pasa Conte
3º lugar – foto nº 03 com o título “ Flor do Ipê” de Estevão Bordin
E a foto nº 43 com o título “Espiadinha” de Maria Helena Scopel Pellin foi escolhida pelo voto popular.

1º Lugar - Campo e Lavoura
2º Lugar - De a Cavalo
3º Lugar - Flor do Ipê
Voto Popular

20 de abril de 2016

FESTIPÊ ENCERRA-SE COM PÚBLICO EXCELENTE

   Chegou ao fim no domingo dia 17 de abril, em Ipê, nos Campos de Cima da Serra, a segunda edição da FestIpê/ExpoIpê. O evento com duração de sete dias teve um público recorde. Segundo dados da Brigada Militar de Ipê, passaram pelo Parque Municipal de Eventos cerca de 27 mil pessoas, somente no último dia, mais de 15 mil pessoas circularam pelo parque, superando a expectativa dos organizadores e dos expositores.
   O fluxo de pessoas pelo parque foi tanta, que muitos expositores tiveram que solicitar apoio para dar conta a demanda, como foi o caso da Geni Barp. “Que loucura, não estamos dando conta”, disse durante a tarde de domingo. Sucesso também foi no passeio de balão. O mesmo aconteceu no passeio de balão “toda aquela fila é para o balão!”, disse surpreso o piloto.
   E o público permaneceu na FestIpê e ExpoIpê até o último minuto. O espaço do palco Ipê permaneceu lotado até o final do show da Banda Barbarela, que encerrou os eventos com muita animação e deixando aquele gostinho de “quero mais FestIpê e ExpoIpê”.

A colheita de um ótimo resultado   Para que o evento fosse concluído com sucesso, como ocorreu com a 2ª FestIpê e 2ª ExpoIpê, foram dias e dias de trabalho, dedicação e responsabilidade. Para o presidente da FestIpê, Rogério Marcon, somente com a união de todos foi possível, “colher ótimos frutos”. “Quando saiamos para divulgar a FestIpê e ExpoIpê sentíamos uma responsabilidade muito grande. Hoje, estamos fechando com muito sucesso e ótimos resultados.”
   Sucesso que para o presidente da ExpoIpê, Valdir Bueno, deve ser compartilhado com todos os expositores da ExpoIpê. “a Expo mostra as nossas potencialidades, mas também o resultado de um trabalho sério da administração municipal, surgido com o programa do melhoramento genético. Resultado que pôde ser visto no último final de semana do evento”, destaca.
   Para o presidente da Associação Comercial, Industrial, Serviços e Agricultura, Evandro Zanotto, além de mostrar a diversidade produtiva do município ipeense, os eventos mostraram a cultura, as tradições e divulgou o município. “Através destes, mostramos o nosso potencial econômico, a cultura, e divulgamos para todo o Estado e país o nosso município,  a Capital Nacional da Agroecologia”, ressalta.
   A FestIpê e ExpoIpê teve a realização da prefeitura Municipal, da ACISA, e das entidades municipais, com o apoio da Câmara de Vereadores, patrocínio do Banrisul, Corsan, Trans Cavalinho, Eiffel Citroen e Bimarstec. Para o prefeito ipeense, Valério Marcon a união de todos os envolvidos construiu dois eventos e os tornaram importantes para a comunidade. “todas as entidades arregaçaram as mangas de forma voluntária, e isso precisa ser dito, o poder público precisa reconhecer isso. Estamos construindo uma caminhada, mas para isso precisamos organizar este parque de eventos para oportunizar a realização de outras festas, para deixá-lo a disposição de todas as entidades. Parabéns a todos que se envolveram”, finaliza o prefeito municipal Valério Marcon.
   A 3ª FestIpê já está pré-agendada para acontecer nos dias 6 , 7 , 8, 13, 14 e 15 de abril de 2018.

Por: Marilita Calgaro Scapinelo
Fotos New Prado

  














13 de abril de 2016

MESMO COM CHUVA, PÚBLICO COMPARECE NA FESTIPÊ

  Mesmo com o mau tempo registrado durante o primeiro final de semana, a FestIpê, maior festa do município de Ipê, teve uma excelente movimentação de público. Nos três dias de feira, estimasse que aproximadamente 10 mil pessoas tenham passado pelo parque de eventos. 
   O sábado (09) foi marcado pela movimentação no remate de cavalos crioulos e pelos shows na praça de alimentação. Além da apresentação do teatro Nossa Terra Nossa Gente que aconteceu no palco principal. 
   Pelo domingo (10), dia de maior movimento, às 8h30min iniciou a Trilha do Formigueiro que reuniu mais de 300 participantes de diversas regiões. A concentração iniciou-se às 7h, onde os participantes foram recepcionados com café da manhã. Por volta das 8h30min os quadriciclos saíram para a trilha que tinha como roteiro, rios, vales e muita mata nativa no interior de Ipê, num trajeto de cerca de 70km. Em seguida, foi a vez das motos. Durante o trajeto os participantes fizeram uma parada para um lanche e para finalizar, foi servido um almoço típico da região no Salão Centenário de Ipê. Entre os participantes uma dupla pai e filho, sendo que a criança de apenas sete anos, pilotava uma mini moto desde os cinco. Às 15h foi realizada a inauguração e entrega ao poder público da réplica da Casa Elétrica. O memorial foi construído pela FestIpê e conta a história de Moisés Mondadori, acordeonista natural de Antônio Prado que aos 10 anos se mudou com a família para Ipê. Estavam presentes no ato, os filhos de Moisés, senhores Emilio e Moisés Mondadori Filho, além do neto Sérgio, do prefeito Valério Marcon, Secretária de Educação Stela Slongo Zanotto, o Administrador do Grupo Amigos da Casa Elétrica, Ricardo Eckert e as soberanas, rainha Lara e princesas Alana e Camila. Após a inauguração da réplica, descendentes da família Mondadori que estavam presentes posaram para foto em frente ao monumento. Mondadori foi um dos principais artistas da Casa Elétrica no início do século XX. 
   Na sequencia, às 16h, iniciou-se a gravação do programa Vida no Sul, da TV Aparecida, que vai ao ar na segunda-feira, 25 de abril, às 21h, com diversas atrações locais e com a atração principal do programa, Pe. Ezequiel Dal Pozzo. O religioso começou a cantar às 20h e apesar da chuva que caía, a presença do público foi bastante grande. Mais de 2.000 pessoas prestigiaram a gravação. 

Fonte: Grupo Solaris





INAUGURADO MEMORIAL CAVALEIRO MOYSÉ





   “Se hoje há música gaúcha, devemos isso a Moisés Mondadori”. As palavras de Ricardo Eckert da Associação Amigos da Casa Elétrica de Porto Alegre, grupo que luta pela preservação e restauração da Casa Elétrica de Porto Alegre, resume a importância do ipeense Moisés Mondadori para o surgimento da música tradicionalista do Rio Grande Do Sul. Em homenagem ao músico conhecido como Cavaleiro Moisé, foi construída uma réplica da casa Elétrica, primeira fábrica de gramofones da América Latina e de discos que existiu entre 1914 a 1924 em Porto Alegre, junto ao parque de eventos de Ipê. O novo ponto de cultura do município foi inaugurado na tarde deste domingo, 10 de abril, e contou com a presença de autoridades, dos filhos do Cavaleiro Moisé, Moisés Filho e Emílio, sobrinhos e netos, além da comunidade ipeense.


   O projeto, que surgiu da FestIpê, para ser concretizado contou com a doação de boa parte dos materiais de construção. “A música sempre foi a paixão do nosso “nono”. Estão aqui expostos pertences dele e materiais que ele fez, inclusive as telhas que cobrem essa réplica”, diz emocionado o neto, Sérgio Mondadori.

   A emoção foi compartilhada por todos os familiares do Cavaleiro Moisé, que não esconderam o quanto o ato de eternizar a historia deste músico ipeense os tocou. “é muito!”, conseguiu dizer o filho Emilio que cuidou do pai Moisés Mondadori até a sua morte em 17 de dezembro de 1976.

   Por ser um projeto oriundo de iniciativa de uma organização em parceria com a família, a casa passará a partir desta data a ser de responsabilidade da Secretaria de Educação e Cultura e servirá a comunidade Ipeense e região como referencia para pesquisa e estudo.

   O memorial Cavaleiro Moysé estará aberto a visitação com agendamento de horário na secretaria da Cultura de Ipê


A CASA ELÉTRICA

Fábrica de Disco de Savério Leonetti, foi a primeira empresa fabricante de gramofones da América Latina, uma das primeiras fábricas de discos e gramofones do mundo que funcionou em Porto Alegre entre 1914 a 1924. Foi a quarta empresa fabricante de discos do mundo, onde se fez o primeiro disco de tango gravado e prensado na América Latina..

   No livro A ELÉCTRICA e os DISCOS GAÚCHOS, o escritor Hardy Vedana fala:

   “Entre os colaboradores de Savério Leonetti, um destacou-se de sobremaneira, Moisés Mondadori, o Cavaleiro Moysé, título dado por Leonetti em virtude das qualidades apresentadas por ele.”

   Vedana encerra a narrativa no livro dizendo:

   "Eis uma figura que fica para a história da fábrica como um dos maiores expoentes do regionalismo rio-grandense de todos os tempos"

   Moises Mondadori é filho de Calixto Emílio Mondadori e Margarida Ítala Fontana, imigrantes da Itália em 1875.
   Nasceu em 7 de dezembro de 1895, na localidade de Passo do Simão, Antônio Prado.
   Aos dez anos mudou-se com os pais para o então distrito de Vacaria, Vila Ipê.
   Em 1918 casou-se com Elisabela Pelin, com quem teve dez filhos: Alba, Lino, Aurora, Waldemar, Paulo, Moysés Filho, Terezinha, Emílio, Renato e Luizinho.
   Faleceu em 17 de dezembro de 1976
 Moisés Mondadori tem em sua discografia gravada de aproximadamente 60 músicas, entre elas Boi Barroso do folclore Riograndense e Gaúcho. E Saudades de Porto Alegre, composição e interpretação do Cavaleiro Moisé.

Fonte: LUMAR Comunicação e Marketing ltda

Ricardo Eckert para Amigos da CASA ELÉTRICA
11 hPorto Alegre, RS

EXPOSIÇÃO: A HISTÓRIA DA CASA ELÉTRICA.
Parte 12
A primeira gravação do Boi Barroso
Moisés Mondadori
Paixão Cortês disse que a música mais importante do folclore gaúcho se chama Boi Barroso.
Em 1972 ele foi até a atual cidade de Ipê ( na época distrito de Vacaria ) somente para encontrar com Moisés Mondadori que tinha 77 anos.
Não satisfeito voltou outras 4 vezes e ainda conseguiu incluir a música Boi Barros em um disco lançado em 1975 sobre o folclore do Sul, onde a primeira faixa era uma gravação da música e depoimento de Moisés Mondadori.
Moisés Miondadori foi um dos músicos mais populares que gravou na CASA ELÉTRICA e chegou na fábrica quando tinha apenas 18 anos.
Era chamado de cavaleiro Moysé e muita gente achava que o gaúcho que aparece no selo dos discos da fábrica era o próprio Moisés.
Gravou mais de 60 músicas e trabalhou como supervisor do setor de prensas na fábrica.
Era tão bom músico que Francisco Canaro o convidou para se juntar a sua típica e ir morar em Buenos Aires.
Mas em 1918 quando falta a matéria prima para a fabricação de discos, Moisés volta para Ipê e se casa com Elisa com que teve 10 filhos e eventualmente, vem a Porto Alegre para gravar os discos na fábrica de seu amigo Leonetti.
Se hoje temos o registro de muitas músicas do folclore gaúcho, devemos isto a Moisés Mondadori que pode ser considerado o patrono dos gaiteiros gaúchos.
Sem ele talvez a nossa música regional fosse menos rica.
Para situar as pessoas mais jovens, ele seria uma junção do Teixeirinha com o Borghetinho, mais o Fagundes num só músico, tal o sucesso que ele fazia.
A cidade de Ipê inaugurou um Memorial em homenagem a Moisés Mondadori que é uma réplica da CASA ELÉTRICA no dia 10 de abril de 2016. Ao menos lá em Ipê eles cultivam a memória e a história. Já por aqui...

VIDA NO SUL GRAVA EM IPÊ

  Há dias, a produção do Vida no Sul esteve em Ipê captando imagens para uma reportagem especial sobre o município, mostrando sua diversidades produtivas culturais e turísticas.
   No domingo, 10 de abril, durante a FestIpê, houve a gravação do programa com o âncora do programa Antônio Gringo e a participação do EJA, Cenáculo, Nelsa e Cristian Scopel, Grupo Querência Serrana, Miguel da Silva, Orquestra de acordeons e Padre Ezequiel Dal Pozzo.
   Um dos programas vai ao ar dia 25 de abril, as 21hs pela Tv Aparecida.




EXPOIPÊ SEDIA REVISÃO COLETIVA DA OUTONAL DOS VINHEDOS

   Na sexta, 08 de abril, a ExpoIpê foi o palco da realização de uma Revisão Coletiva e Concentração de Machos, atividades essas que faziam parte da programação da Outonal dos Vinhedos. Estiveram reunidos Criadores, proprietários, admiradores da raça, prestadores de serviço, autoridades locais, representantes do Núcleo de criadores dos Vinhedos incluindo seu presidente Sebastião Teixeira Corrêa e o técnico da ABCCC Marcelo Montana Coelho. 

   Segundo a organização, durante o evento "foram atendidos 20 criadores dentro da resenha coletiva e avaliados 08 animais na Concentração de Machos. Na Resenha coletiva contabilizando os serviços prestados chegamos ao numero de 04 resenhas de potro(a)s, 12 confirmações e 03 aprazamentos totalizando 19 serviços. Já na Concentração de Machos foram 05 os animais considerados aptos a ingressar para o registro definitivo da ABCCC sendo outros 03 aprazados", diz em nota.

   "O Núcleo dos Vinhedos através de sua Diretoria gostaria de enaltecer o atendimento prestado pelo Sr. Marcelo Montana Coelho e ressaltar o ambiente de amizade e confraternização que tomou conta de todos os participantes do evento. Oportunidade em que aproveita para agradecer também ao poder publico de Ipê através de seus representantes pelo esforço para a realização do evento. Esforço esse fundamental para que o Núcleo pudesse realizar esse trabalho de suma importância para o pequeno criador da nossa região", destaca o Núcleo dos Vinhedos de Criadores de Cavalos Crioulos, afilhado a ABCCC.

   No dia 21 de Maio, o Núcleo estará realizando mais uma Revisão Coletiva, esta no município de Garibaldi.


Obrigado pela sua visita

Para acessar outras postagens, clique em Postagens Antigas.

Assine o Jornal Prisma, acesse prisma.rs@hotmail.com



Volte sempre